Texto teatral para 18-3 - JESUS A SEMENTE DE DEUS




JESUS, A SEMENTE DE DEUS
5o Domingo da Quaresma
Ano B – João 12, 20-33
de Emílio Carlos

CLARINHA – (entra) Oi pessoal!

JOCA – (abatido) Oi.

CLARINHA – Oi!

JOCA – (abatido) Oi.

CLARINHA – O que aconteceu, Joca?

JOCA – Nada.

CLARINHA – Como assim “nada”?

JOCA – Assim: nada.

CLARINHA – Quem nada é peixe, viu Joca. O que aconteceu?

JOCA – Nada.

CLARINHA – E o que era pra ter acontecido?

JOCA – Tudo.

CLARINHA – Eu não estou entendendo nada.

JOCA – Nem eu também.

CLARINHA – (ao público) Pessoal: isso tá esquisito... Quer explicar o que está acontecendo, Joca?

JOCA – Sabe o que é, Clarinha? Eu plantei uma semente de feijão num vasinho. E ela não nasceu.

CLARINHA – Não nasceu?

JOCA – Não, Clarinha. Na verdade eu acho que a minha semente... morreu! (chora)

CLARINHA – Ô, Joca: calma.

JOCA – (choramingando) Eu não estou calmo…

CLARINHA – Mas, Joca: eu sei de um segredo.

JOCA – Segredo? (snif)

CLARINHA – É, Joca: você quer um pé de feijão, não é?

JOCA – Quero.

CLARINHA – Então: para o pé de feijão nascer a semente precisa morrer primeiro.

JOCA – É?

CLARINHA – É, Joca. Daí nasce uma plantinha que vai crescer e vai dar muitas outras sementes de feijão.

JOCA – Certo... Então eu vou tirar a semente do vaso pra ver se é verdade.

CLARINHA – Não pode, Joca! Tem que esperar. E no tempo certo o feijão vai brotar.

JOCA – Será?

CLARINHA – Vai por mim, Joca…

JOCA – Vamos lá ver?

CLARINHA – Vamos.

JOCA – Pessoal: a gente já volta já.

CLARINHA – É isso mesmo. Fiquem aí que a história ainda não acabou, tá?

(saem)

NARRADOR – (off) O tempo passou. Três meses depois…

CLARINHA – (entra) Vocês viram o Joca por aí? Ele já voltou? O que será que aconteceu com o Joca, né?

(Joca entra feliz com um pé de feijão crescido num vaso dando vagens).

JOCA – Clarinha! Clarinha! Olha só!

CLARINHA – Que bonito, Joca!

JOCA – É o meu pé de feijão!

CLARINHA – Que legal!

JOCA – Foi do jeitinho que você falou Clarinha!

CLARINHA – E sabe o que tem dentro dessas vagens, Joca?

JOCA – O que, Clarinha?

CLARINHA – Um monte de feijões!

JOCA – Êba!!

CLARINHA – Sabe, Joca: foi assim com Jesus também.

JOCA – Como assim, Clarinha?

CLARINHA – Jesus morreu na cruz e depois ressuscitou. E aí nos deu muitos frutos: a salvação para quem acreditar nele e o caminho de Deus para seguir.

JOCA – Que legal!

CLARINHA – Jesus deu sua vida por nós, para nos salvar do pecado. E nós precisamos seguir suas palavras para entrar no céu.

JOCA – Puxa vida! Eu amo Jesus, Clarinha!

CLARINHA – Eu também!

JOCA – Quem ama Jesus aí levante a mão!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Levante a mão bem alto!

CLARINHA – Eu!

JOCA – Muito bem!

CLARINHA – E Jesus também ama todos vocês!

JOCA – Êba!

CLARINHA – Então, tchau pra vocês!

JOCA – Tchau!

CLARINHA – Tchau!

JOCA – Tchau!

(saem)

F i m


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por moderação antes de serem publicados.